/ / / / / / / / / / / / / /      Anais Digitais      / / / / / / / / / / / / / /

  Voltar para a lista
 
  Título
Narrativa indireta livre em
Autor
Francisco Elinaldo Teixeira
Resumo Expandido
"Serras da desordem" (Andrea Tonacci, 2006) e "500 almas" (Joel Pizzini, 2007)são dois documentários recentes que mobilizam vasto material em suas composições, com temáticas próximas (o "outro", "questão indígena" etc)mas processadas de maneiras bastante singulares. Em "Serras da desordem" é a reconstrução da trajetória do índio Carapiru (nação Awá Guajá, Maranhão), sobrevivente de um massacre em sua aldeia no final dos anos de 1970. Em "500 almas" são os percalços de uma etnia indígena (Guatós, Mato Grosso do Sul),dada como extinta desde os anos de 1960 e que ressurge em meio à mobilização dos mais heterogêneos materiais de que se utiliza o cineasta.

Como parte de uma pesquisa mais ampla sobre o documentário brasileiro contemporâneo (1984-2009), o propósito da comunicação é fazer uma análise comparativa entre os dois filmes, a partir dos materias de composição e dos modos de composição de ambos, com foco nas modalidades de narrativa indireta livre por eles utilizadas.
Bibliografia

Lins, Consuelo. "O filme-dispositivo no documentário brasileiro contemporâneo". In: Sobre fazer documentários. São Paulo, Itaú Cultural, 2007.

Lins, Consuelo & Mesquita, Cláudia. Filmar o real - Sobre o documentário brasileiro contemporâneo. Rio de Janeiro Zahar, 2008

Teixeira, Francisco Elinaldo (org.). Documentário no Brasil - Tradição e Transformação. São Paulo, Summus Editorial, 2004.

____________."Documentário moderno". In: Mascarello, Fernando (org.). História do cinema mundial. Campinas, Papirus, 3a. edição, 2008.

____________."Documentário expandido: reinvenções do documentário na contemporaneidade". In: Sobre fazer documentários. São Paulo, Itaú Cultural, 2007.

Xavier, Ismail. "As artimanhas do fogo, para além do encanto e do mistério". In: Caetano, Daniel (org.). Serras da desordem. Rio de Janeiro, Azougue, 2008.