/ / / / / / / / / / / / / /      Anais Digitais      / / / / / / / / / / / / / /

  Voltar para a lista
 
  Título
Discursos críticos: México e Argentina em perspectiva
Autor
Eliska Altmann
Resumo Expandido
Em uma adaptação das palavras de Roland Barthes temos a frase: o mundo existe, o cineasta fala, eis o cinema. No contexto da crítica cinematográfica, é possível considerar que seu objeto, mais que o “mundo” diretamente, seria suas formas discursivas. No caso, a crítica pode ser vista como “o discurso de um outro; o discurso sobre um discurso; uma linguagem segunda ou metalinguagem, que se exerce sobre uma linguagem primeira (ou linguagem-objeto)” (Barthes, 2007: 160). Com base nesta e em outras concepções sobre a crítica, o trabalho, que realiza um mapeamento do campo no México e na Argentina, pretende trazer à discussão alguns de seus fundamentos colocando em perspectiva os dois países específicos. A proposta é não somente fazer um estudo comparado sobre as fundações e transformações da atividade, como também verificar a importância do debate na atualidade, tendo em vista um paradoxo a se notar: na mesma medida em que estudos sobre o tema se avultam no campo acadêmico, a própria crítica sugere viver uma crise aguda ou até mesmo experimentar seu próprio fim. Nesse sentido, torna-se importante pensar sua função na atualidade dado que não apenas a criação artística mas também sua recepção estão envolvidas em modos de pertencimento históricos e sociais.
Bibliografia

AVELLAR, José Carlos. “Arte da crítica, crítica da arte”. In Revista Nossa América, pp. 42-46, 1996; AVELLAR, José Carlos et al. “Os críticos em questão: um debate sobre a atividade crítica na grande imprensa”. In Filme Cultura, n. 45, março, pp. 4-20, 1985; BARTHES, Roland. Crítica e verdade. São Paulo: Perspectiva, 2007; BERNARDET, Jean-Claude. O cinema segundo a crítica paulista. São Paulo: Nova Stella Editorial, 1986; BORDWELL, David. Making meaning: inference and rhetoric in the interpretation of cinema. Cambridge: Harvard University Press, 1991; CHANAN, Michael. “El cine como realidad del outro. La situación de la crítica del NCLA en Inglaterra”. In Cine Cubano. La Habana, n. 101, pp. 75-78, S/D; EAGLETON, Terry. A função da crítica. São Paulo: Martins Fontes, 1991.