/ / / / / / / / / / / / / /      Anais Digitais      / / / / / / / / / / / / / /

  Voltar para a lista
 
  Título
A imagem-performance
Autor
Fernando Alvares Salis
Resumo Expandido
A tecnologia digital vem constantemente renovando os processos de produção, distribuição e exibição audiovisual, nos trazendo diversas ferramentas para a criação em tempo real e novas experiências de interatividade. Para além do campo da arte e do cinema, no quadro geral das práticas atuais de comunicação descentralizadas, novos agenciamentos corporais são promovidos por dispositivos móveis cada vez mais discretos. No cruzamento dessas perspectivas, uma parte significativa da produção audiovisual contemporânea se apresenta como performance, onde o dado do acaso e do agenciamento corporal com dispositivos tecnológicos são constituintes do acontecimento compartilhado. Cinema ao vivo, Vjing, comunicação baseada em locação, jogos, mídia-arquitetura, todos esses conceitos vem desafiando os limites do que seja a criação, distribuição e recepção no que vem sendo chamado de nova mídia (Manovich). Encontramos no campo dos estudos de performance, sobretudo nos trabalhos de Butler, Phelan e Mckenzie, conceitos fundamentais para pensarmos a relação entre corpo e imagem na cultura audiovisual contemporânea: performatividade, iterabilidade, citacionalidade. Por sua vez, encontramos também na obra de Deleuze conceitos críticos para a teorização sobre o lugar do corpo no cinema e na arte contemporânea: afecção, corpo-sem-orgãos, rizoma. Nessa comunicação, a partir de um diálogo com essas referências teóricas, pensaremos sobre o que há de específico na relação entre linguagem audiovisual e performance no quadro da criação em tempo real da arte da nova mídia.
Bibliografia

BUTLER, J. Bodies that Matter. New York: Routledge, 1993.

CULL, L. (org.) Deleuze and Performance. . Edinburgh: Edinburgh University Press, 2009.

DELEUZE, G. Cinema 1: A imagem-movimento. São Paulo: Brasiliense, 1985.

___________ Cinema 2: A imagem-tempo. São Paulo: Brasiliense, 1990.

___________ Mil Platôs. Rio de Janeiro: 34, 1997.

DERRIDA, J. Margens da Filosofia. Campinas: Papirus, 1991.

DUBOIS, P. Cinema, Vídeo, Godard. São Paulo: Cosac & Naif, 2004.

ELENA DEL RÍO Deleuze and the cinemas of performance. Edinburgh University Press, 2008.

FAULKNER, M. Audio visual art + VJ culture. London: Laurence King, 2006.

MANOVICH, L. The Language of New Media. Cambridge: MIT Press, 2001.

MCKENZIE, J. Perform or Else. New York: Routledge, 2001.

PHELAN, P. Unmarked. The Politics of Performance. New York: Routledge, 1993.

SALIS, F. Cinema (ao) vivo, in Transcinemas, org. Katia Maciel. Rio de Janeiro: Contra-Capa, 2009, pgs. 221 a 228.