/ / / / / / / / / / / / / /      Anais Digitais      / / / / / / / / / / / / / /

  Voltar para a lista
 
  Título
A invenção da cena : composições do ator
Autor
Sônia Maria Oliveira da Silva
Resumo Expandido
Uma teatralidade cinematográfica é aquela que se despe das influências diretas da arte do palco para centrar-se no ator. Este se torna criador da cena, evento inscrito num espaço-tempo que não somente se distingue da dimensão na qual se situa o espectador, mas afasta-se igualmente do fluxo da diegese. O tema será abordado a partir de sequências de O ano passado em Marienbad (Resnais, 1961), Stalker (Tarkovski, 1979) e Les sept jours (Elkabetz, 2007).



A câmera posiciona-se frontalmente. O espaço se modifica. O cenário torna-se neutro. Dá-se um estiramento do tempo. O ator está em cena e esse evento irrompe, isolando-se, de modo singular, do fluxo narrativo do filme. De que é feita a teatralidade desses instantes de Delphine Seyrig (A), Aleksandr Kajdanovski (Stalker) e Ronit Elkabetz (Vivianne)? Como se dá a composição entre o jogo cênico desses atores e os demais elementos que compõem o processo de criação/construção do filme?



O foco aqui é o momento de criação do ator representando para a câmera. Toma-se por processo de criação esse instante mesmo em que o ator « faz » a cena. É que, diferentemente dos outros processos do filme, a representação do ator é algo indissociável do olhar do espectador (embora no cinema este chegue à sala um pouco mais tarde). Indissociável, então, do olhar da câmera.

Bibliografia

ANO PASSADO EM MARIENBAD (O). Alain Resnais, França, 1961.



AUMONT, Jacques. Le cinéma et la mise en scène. Paris : Armand Colin, 2006.



L’image, Nathan, Paris, 1990.



BURCH, Noël, Praxis du cinéma, Paris, Folio Essais, 1986.



BREWSTER, Ben e JACOBS, Lea. Theatre to cinema. Stage pictorialism and the early feature film. New York: Oxford University Press, 1997.



BURCH, Noël. Praxis du cinéma. Paris : Folio Essais, 1986.



CHABROL, Marguerite in DÜRR, Susan et STEINLEIN, Almut. L’espace dans le film. Frankfurt am Main : Éditions Peter Lang, 2002.



DELEUZE, Gilles. Cinéma 2. L’image temps. Paris : Les Éditions de Minuit, 1985.



GARDIES, André. L’espace au cinéma. Paris : Méridiens-Klincksieck, 1993.



NACACHE, Jacqueline. L’acteur au cinéma. Paris : Nathan, 2003.



SEPT JOURS (LES). Ronit e Shlomi Elkabetz, Israel, 2007.



STALKER. Andrei Tarkovski, Rússia, 1979.