/ / / / / / / / / / / / / /      Anais Digitais      / / / / / / / / / / / / / /

  Voltar para a lista
 
  Título
O recurso à ficção em documentários na RTP2, 2009-2010
Autor
Eduardo Cintra Torres
Resumo Expandido
O recurso da televisão factual a dispositivos audiovisuais ficcionais tem crescido com a hibridização de géneros. No documentário feito em primeiro lugar para televisão a ficcionalização sem concessões enfrenta a tradição realista do género, mas um levantamento dos recursos narrativos e visuais de documentários poderá indicar uma coincidência entre processos dos géneros realistas e dos géneros ficcionais para além da apresentação evidente de cenas ficcionais “completas”, isto é, com personagens, diálogos e locais imaginários. Nesta comunicação, fazemos um levantamento de elementos ficcionais nos documentários portugueses apresentados em estreia no canal estatal português RTP2 num período de seis meses. Como metodologia, recorremos à análise textual e à análise de conteúdo, tomando em conta os dispositivos verbal e visual, para tomar em consideração as narrativas e as escolhas para a sua apresentação audiovisual. Dado que uma parte significativa dos documentários da amostra são retratos biográficos de escritores e artistas, tomar-se-á em consideração os próprios sujeitos temáticos, escolhidos pela sua criação de obras ficcionais.

Bibliografia

A comunicação recorrerá à bibliografia dos estudos televisivos (ex: Annette Hill), estudos literários (ex: Ricoeur), estudos fílmicos (ex: M. Penafria) e ainda à análise de imagem (M. Joly, G. Rose, Kress e Van Leeuwen).