/ / / / / / / / / / / / / /      Anais Digitais      / / / / / / / / / / / / / /

  Voltar para a lista
 
  Título
Cenas da vida urbana: teoria e prática em representações fílmicas do espaço público
Autor
Katia Augusta Maciel
Resumo Expandido
O artigo analisa a experiência de pesquisadores das áreas de Cinema e Geografia da Universidade Federal do Rio de Janeiro na realização de documentários de curtametragem direcionados ao público jovem e que abordam questões de identidades urbanas, meio ambiente, sociabilidade e civilidade, entre outras. A ideia de criar documentários que tratem desses temas surge como desdobramento de estudos que vem sendo conduzidos desde 2001 pelo professor Paulo César da Costa Gomes no grupo de pesquisa “Território e cidadania” na UFRJ. A experiência de realizar os documentários integra resultados apontados em pesquisas recentes sobre espaços e representações e a prática da realização em audiovisual.

Os pesquisadores que participam dessa experiência interdisciplinar trabalham com a linguagem audiovisual para debater cenas da vida urbana expostas em espaços públicos da cidade do Rio de Janeiro, demonstrando como essas cenas atuam na construção, na problematização e na comunicação de uma sociedade urbana democrática. Os filmes buscam mostrar que a partir das cenas captadas e apresentadas é possível sentir a relação de proximidade com a vida democrática no ambiente do cotidiano social, transferindo a responsabilidade social e cívica para uma escala do próximo, e chamando a atenção para a necessária participação e implicação na vida política quando ela é assim explicitada. O objetivo final é perceber o audiovisual como meio capaz de demonstrar que há uma incontornável dimensão física e espacial no processo de implementação do pacto social que dá origem à cidadania, além de provocar reflexões e debates sobre essas questões.

Pretende-se com esse artigo debater a integração entre prática e teoria na criação dos documentários e em estabelecer a relação entre os conceitos de espaço público e cidadania. A proposta dos pesquisadores é a exibição e difusão dos filmes na rede pública de ensino médio, com o que espera-se contribuir para consolidar responsabilidades cívicas e sociais num público jovem que está na idade em que começa a participar mais ativamente da vida política do país através do voto. O artigo oferece uma análise contextual e formal dos documentários, apontando como os conceitos teóricos foram transpostos para a linguagem audiovisual e refletindo, com base em entrevistas com representantes do público-alvo, sobre resultados alcançados.

Bibliografia

GOMES, Paulo C. da Costa. A condição urbana: ensaios de geopolítica da cidade, Bertrand Brasil, Rio de Janeiro, 2002.

____. Cenários da vida urbana: imagens, espaços e representações. In: Cidades, 5: 9-16, Presidente Prudente, 2008.

____. Cenários para a geografia: Sobre a espacialidade das imagens e suas significações. In: ROSENDHAL, Zeny e CORRÊA, Roberto L. (org.) Espaço e cultura: pluralidade temática, EdUERJ, Rio de Janeiro, 2008.

JENKS, Chris (ed.) Visual Culture, Routledge, Londres e Nova Iorque, 1996.

MACIEL, Katia A. Paisagem, música popular e o imaginário do sertão em filmes recentes. In: MACIEL, Caio A. A. (org.) Entre Geografia e Geosofia: abordagens culturais do espaço, EdUFPE, Recife, 2009.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço. Técnica e tempo. Razão e emoção, Hucitec, São Paulo, 1996.

XAVIER, Ismail. O discurso cinematográfico: a opacidade e a transparência, Paz e Terra, São Paulo, 2008.