/ / / / / / / / / / / / / /      Anais Digitais      / / / / / / / / / / / / / /

  Voltar para a lista
 
  Título
Cinema: a constituição das sociedades enquanto imagem
Autor
Paulo Menezes
Resumo Expandido
As relações entre cinema, filme e sociedade são complexas e um olhar advindo das ciências sociais deve estar atento a uma série de problemas que se referem não só à relação entre imagem e sociedade, nos parâmetros já clássicos da ciências sociais, mas também no sentido de deslindar como os filmes são percebidos pelos espectadores e, nesta direção, como são parte significativa da constitução de um imaginário social que recorta, julga e avalia posicionamentos no mundo, constituindo uma escala de valores de orientação de conduta que fundamenta atividades cotidianas e políticas.
Bibliografia

ADORNO, Theodor. (1986) Notas sobre o filme. In: Cohn, Gabriel (org.). Adorno. São Paulo, Ática, p. 100-107.

AZEVEDO, Reinaldo. (2007) Capitão Nascimento bate no Bonde do Foucault. Revista Veja, Edição 2030, 17 de outubro.

BAZIN, André. (1985) L’évolution du language cinématographique. In: ______. Qu’est-ce que le cinéma ? Paris, Éditions du Cerf.

FOUCAULT, Michel. (1971) L’ordre du discours. Paris, Gallimard.

______. (1994) Qu’est-ce qu’ un auteur. In: ______. Dits et écrits I - 1954-1969, Paris, Gallimard.

HENLEY, Paul. (1998) Film-making and Ethnographic Research. In: Prosser, John (ed.). Image-based Research. London, Falmer Press, p. 42-59.

MERLEAU-PONTY, Maurice. (1983) “O Cinema e a Nova Psicologia”. In: XAVIER, Ismail (org.). A Experiência do Cinema. Rio de Janeiro, Graal/Embrafilme, pp. 103-117.

RUBY, Jay. (1988a) The Ethics of imagemaking; or, “They’re going to put me in the movies. They’re going to make a big star out of me…” In: Rosenthal, Alan (ed.): New Challenges.