/ / / / / / / / / / / / / /      Anais Digitais      / / / / / / / / / / / / / /

  Voltar para a lista
 
  Título
Sob a "Câmera de Nestor Canclini": ancoragem para encontros entre cinema e docência
Autor
Inês Assunção de Castro Teixeira
Resumo Expandido
Eles se interpelam, eles se interrogam. Estando longe e perto, juntos e separados, enredados em encontros e desencontros, em ambigüidades, cinema, educação e docência se surpreendem mutuamente. Ora seus vínculos são belos, fecundos e promissores, ora frágeis, poucos, parcos. Num vai e vem de aproximações e distanciamentos, por variados caminhos, o cinema vai à docência e a docência vai ao cinema. E se de um lado pouco conversam no dia da dia da escola, de outro se enamoram, em belas trocas, felizes devires para um e outro: o cinema impregnado da infância, da juventude, da escola e a docência envolvida na narrativa fílmica, nas imagens, nos deslocamentos e olhares que interrogam o mundo das infâncias, das juventudes, das culturas, dos povos. Observando-os sobre várias luzes, ângulos, perspectivas, os planos fílmicos encenam a escola observando-a, assim como esta os observa. Nas imagens e enredos, na montagem, não raro a criação cinematográfica se enquadra no mesmo espanto do ato educativo. Nestas sequencias e planos, educação e docência se (re)conhecem em uma mesma inquietação diante do mundo, mirando-o com pensamentos, imaginação e sensibilidades que o interpelam, procurando compreendê-lo para reinventá-lo de forma mais bela, em formas mais belas. Denunciam e anunciam horizontes de possíveis, em uma semelhantes e distinatas indagações diante de nossas infâncias e juventudes, de suas vidas e histórias, matéria viva da educação. Pensando nessas questões, em seus alargamentos e margens, o trabalho discute algumas proposições e contribuições do pensamento e obra de Néstor Garcia Canclini, focalizando-os no âmbito latinoamericano. Dialogando com as ideias desse proeminente pensador, vai-se ao encontro de suas categorias teórico-analíticas, de suas questões e formulações, procurando elementos que permitam ampliar, enriquecer e qualificar o debate e os trabalhos com cinema, educação e docência, na escola e para além dela. Ancorando-se em Canclini, o trabalho procura apreender elementos de sua obra que contribuam, por um lado, para o entendimento das relações e aproximações possíveis entre educação, cinema e docência. Por outro, pretende-se imaginar possibilidades para se articular o cinema, a educação e a docência e de forma inventiva, livre, feliz, que elimine e supere uma relação didático-instrumental e de consumo.



Bibliografia

BERGALA, Alain. A hipótese-cinema: pequeno tratado de transmissão do cinema dentro e fora da escola. RJ: Booklink, 2008

CANCLINI, Néstor Garcia. Consumidores e cidadãos: conflitos culturais da globalização. Rio de Janeiro: UFRJ, 1995

DUARTE, Rosália. Cinema e Educação. Belo Horizonte: Autêntica,2002.

TEIXEIRA, Inês A.Castro. O que nos retém aqui: o cinema interroga a docência. In: FRADE, Isabel Cristina Alves da Silva et al (org.) Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

XAVIER, Ismail. O discurso cinematográfico: a opacidade e a transparência. Rio de Janeiro, 1997.