/ / / / / / / / / / / / / /      Anais Digitais      / / / / / / / / / / / / / /

  Voltar para a lista
 
  Título
O Cinema na Educação: saberes transversais e educomunicação
Autor
LUIZA ELAYNE AZEVEDO
Resumo Expandido
Introdução

Desde sua invenção, o cinema compreende temas gerais, científicos, filosóficos, históricos, cotidianos, poéticos ou culturais, registrando, por meio da imagem em movimento, todos os tipos de assunto. Assim, assume nesse sentido a condição de objeto estético e também uma linguagem de formação. Conforme Napolitano (2009), o cinema, enquanto indústria cultural, também é uma forma de mídia moderna, voltada cada vez mais para um espectador formado pelas Tecnologias de Informação e Comunicação – TIC, ao menos nas suas expressões mais populares. Por esses motivos foram criados dois projetos no intuito de entreter, sem deixar de lado o foco analítico. Ambos os projetos objetivam analisar o cinema na sala de aula envolvendo a relação espectador/personagem nos processos de formação cultural e social. As produções audiovisuais representam uma produção cultural e podem ser utilizados como mais um recurso pelo docente. A abrangência de temas tais como a dinâmica cinematográfica e as várias mídias (imagem, som, fotografia) favorecem a apreensão e compreensão das questões levantadas em sala de aula na perspectiva da educomunicação. Consideramos que os projetos poderão desenvolver competências para saber ver um filme tendo como perspectiva a sensibilização para a formação de consciência crítica diante dos problemas socioculturais, econômicos e políticos. Inserir, a apreciação significativa dentro de limites estratégicos como prática pedagógica nos projetos, não somente possibilita a estabelecer relações entre conteúdos e conhecimentos particulares, mas também amplia o conhecimento do cinema como uma linguagem de arte. O cinema pode se constituir em um vetor relevante como recurso didático ao se tratar de uma linguagem inventiva ao representar temas de conteúdos diversos.

Cinema TIC: a releitura através da Sétima Arte

Este projeto apresenta uma abordagem acerca do posicionamento crítico dos estudantes do ensino médio da rede pública de ensino em relação às obras cinematográficas, buscando instigar o senso crítico destes sobre temáticas atuais, tais como: meio ambiente, sociedade e política, comunicação e cultura, educação e tecnologia e escolha profissional. Considerou, ainda, a disposição das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) na confecção de uma revista on-line como meio de produção e divulgação dos textos produzidos. Através da exibição de filmes com posterior debate e desenvolvimento de atividades relacionadas aos temas supracitados se elaborou como produto final uma revista on-line que trate sobre cinema e sua influência na sociedade. Assim, se distribuiu as temáticas a saber: a) Comunicação & Cultura; b) Política & Sociedade; c) Meio ambiente; d) Minorias Étnicas; e) Movimentos populares; f) Escolha Profissional. Ao se tecer a proposta metodológica se levou em conta os seguintes aspectos: a) Palestras para nortear o foco de análise aos filmes exibidos; b) Exibição de filmes pré-selecionados; c) Debates (especialistas na área referente ao tema abordado); d) Produção textual; e) Confecção de uma revista on-line.

O Cinema e Teoria da Comunicação

A disciplina Teoria da Comunicação foi ministrada em 2010 e através de experiências anteriores da pesquisadora se observou que havia “certo receio e abandono da disciplina” por parte dos acadêmicos. Em reunião ficou decido que haveria oportunidade para um projeto experimental visando motivar e promover um maior interesse dos mesmos. Assim, se formatou as estratégias a saber: a) Exposição das Teorias através de aulas expositivas e uso de slides; b) Exibição e análise dos filmes; c) Debate; d) Exercícios sobre os filmes se levando em conta a análise fílmica e as teorias da Comunicação. Dessa forma, se escolheu os filmes: Tempos Modernos, O Quarto Poder, Obrigado por fumar, A Onda, Network – Rede de Intrigas, A Rosa Púrpura do Cairo, entre outros. A utilização do cinema no ambiente escolar e acadêmico pode viabilizar um processo de ensino adequado ao contexto sociocultural.



Bibliografia

AZZI, Riolando. Cinema e educação: orientação pedagógica e cultural de vídeos. São Paulo: Paulinas, 1996.

BELLONI, Maria Luiza. O que é mídia educação. São Paulo: Editores Autores Associados, 2001.

DIZARD, JR. A Nova Mídia. A comunicação de massa na era da informação. Rio de Janeiro. Zahar, 2000.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17ª Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

LIMA, Venício A. de. Mídia: Teoria e Política. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2004.

MORAN, José Manuel. A inclusão digital- entre outros - na educação. In: Revista Aprendizagem. nº 5, março/abril 2008 (44-45)

NAPOLITANO, Marcos. Como usar o cinema na sala de aula. 4. ed. - São Paulo: Contexto, 2008.

SCHAUN, Ângela. Educomunicação: reflexões e princípios. Rio de Janeiro: Muad, 2002.

TEIXEIRA, Inês Assunção de Castro. A escola vai ao cinema. 2. ed. Belo Horizonte: Autentica, 2008.

Wolf, Mauro. Teorias da Comunicação. Lisboa: Presença, 2003.