/ / / / / / / / / / / / / /      Anais Digitais      / / / / / / / / / / / / / /

  Voltar para a lista
 
  Título
A música segundo Nelson
Autor
Marise Berta de Souza
Resumo Expandido
Cineasta que ocupa posição estratégica na cena político-cultural, implicado na constituição do moderno cinema brasileiro e na sua busca de expressão, Nelson Pereira dos Santos ao colocar a cultura popular em pauta nos seus filmes recorreu à música com usos e maneiras variadas. Parte-se da observação de que a edificação de sua obra não se desviou da sua questão central - a valorização da cultura e do ser brasileiro - e que para isso manteve um diálogo próximo, uma conversa ao pé do ouvido, com a música popular brasileira, através da qual faz reverberar as suas referências culturais. Para demonstrar e desenvolver esse propósito, será analisado um rol significativo, composto por pontuações musicais polifônicas de dez de seus filmes, em que o uso dramático da música tenha resultado em um efeito expressivo na construção da linguagem e da expressão fílmica. A escolha e o cotejamento dos títulos atravessam o arco da sua criação, tendo como balizamento o seu primeiro filme, Rio, 40 Graus, 1954-1955, e o último, A música segundo Tom, 2012.
Bibliografia

AUMONT, Jacques. et al. A estética do filme. Campinas: Papirus, 1995.



BURCH, Nöel. Práxis do cinema. São Paulo: Perspectiva, 1992.



CHION, Michel. Le son au cinema. Paris: Cahiers du cinema, 1988.



COSTA, Fernando Morais. O som no cinema brasileiro. Rio de Janeiro: 7Letras, 2008.



GORBMAN, Claudia. Unheard melodies: narrative film music. Blommington: Indiana University Press, 1987.



JOHNSON, Randal. Cinema novo X 5 – Master of Contemporary Brazilian Film. Austin: University of Texas Press, 1984.



MÁXIMO, João. A música no cinema – os cem primeiros anos. Rio de Janeiro: Rocco, 2003.



SOUZA, Marise Berta. O ABC de Nelson do sertão ao mar da Bahia ou quem é ateu e viu milagres como eu. Tese de doutorado. Salvador: Programa de Pós Graduação em Artes Cênicas, Universidade Federal da Bahia, 2008.



STAM, Robert. O espetáculo interrompido: literatura e cinema de desmistificação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.



XAVIER, Ismail (org.). A experiência do cinema. Rio de Janeiro: Graal, 1991.