/ / / / / / / / / / / / / /      Anais Digitais      / / / / / / / / / / / / / /

  Voltar para a lista
 
  Título
Anotações sobre o cinema juvenil brasileiro contemporâneo
Autor
Zuleika de Paula Bueno
Resumo Expandido
A comunicação proposta aborda quatro produções recentes do cinema brasileiro que são agrupadas, comparadas e analisadas por meio da definição de filmes juvenis: Desenrola (Dir. Rosane Svartman, 2011), Antes que o mundo acabe (Dir. Ana Luiza Azevedo, 2010), As melhores coisas do mundo (Dir. Laís Bodanzky, 2010) e Os famosos e os duendes da morte (Dir. Esmir Filho, 2010).

Dois principais critérios são utilizados na construção dessa classificação genérica: 1) um filme juvenil deve centralizar sua narrativa na problemática das culturas juvenis; 2) deve se integrar de alguma forma a um ou vários circuitos de sociabilidade jovem. Desta integração desponta outro importante elemento caracterizador do gênero, ou seja, o direcionamento mercadológico e consumo das obras pelo público adolescente. As diversas estratégias de marketing, empregadas para impactar esse público alvo e levar o produto fílmico aos espaços e formas de exibição e recepção mais adequados ao consumo pelos jovens, não podem ser desconsideradas na análise dos filmes. Nesse sentido, é interessante comparar as produções selecionadas e avaliar como as diferentes estratégias de distribuição e exibição empregadas trazem resultados distintos de bilheteria. Finalmente, mas não menos importante, é a recepção desses filmes pela crítica cinematográfica e pelos festivais, duas instâncias fundamentais de reconhecimento e legitimação desses filmes como produções juvenis.

Conforme já observado em trabalhos anteriores, uma marca desse cinema de gênero no Brasil é sua articulação com outras indústrias da cultura, como a editorial, a fonográfica e a televisiva. No caso dessa produção recente, a articulação se mantém, sobretudo, com o mercado livreiro. O conteúdo de grande parte das narrativas cinematográficas juvenis é adaptado de obras literárias já direcionadas a esse público. Uma novidade nas produções contemporâneas é a articulação também com os suportes digitais, notadamente a internet, a qual se constitui, inclusive, em elemento importante do enredo de algumas dessas obras.

Portanto, essa comunicação aponta para as especificidades do cinema juvenil brasileiro contemporâneo, articulando-o às práticas e produções genéricas já existentes anteriormente na nossa cinematografia e investigando as formas emergentes de manutenção e recriação desse gênero na última década. Busca-se, principalmente, compreender qual o lugar cinematográfico ocupado pelos filmes juvenis na produção cinematográfica contemporânea.
Bibliografia

CANEPPELE, Ismael. Os famosos e os duendes da morte. São Paulo: Iluminuras, 2010.

CATANI, Afrânio Mendes. Culturas juvenis. São Paulo: Unesp,2008.

CUNHA, Marcelo Carneiro da. Antes que o mundo acabe. Porto Alegre: Projeto POA, 2008.

DIMENSTEIN, Gilberto; PRIETO, Heloísa. Mano descobre o amor. São Paulo: Ática/Senac, 2011.

MOINE, Raphaelle. Les genres du cinema. Paris: Armand Colin, 2008.

SHARY, Timothy; SHARY, Alexandra. Youth Culture in Global Cinema. Austin: University of Texas Press,2007.