/ / / / / / / / / / / / / /      Anais Digitais      / / / / / / / / / / / / / /

  Voltar para a lista
 
  Título
Argentina-Brasil: o sobrenatural no cinema dos anos 70
Autor
Antonio Carlos Tunico Amancio da Silva
Resumo Expandido
Argentina-Brasil: o sobrenatural no cinema dos anos 70 ( Favio e Miguel Borges em diálogo)

Nazareno Cruz y el lobo e Pecado na sacristia são filmes dos anos 70 que revelam uma curiosa investida na recuperação de um imaginário sobrenatural popular na Argentina e no Brasil. Um projeto sem muita continuidade, levado a cabo por dois cineastas que em sua origem cinematográfica beberam no neo-realismo, num momento que um “terceiro cinema” latino-americano se engajou radicalmente em um projeto política e esteticamente renovador. Passados alguns anos da euforia revolucionária, em que Miguel Borges debutou com o episódio Zé da Cachorra no clássico Cinco vezes favela (1962), enquanto Leonardo Favio realizava Crónica de um niño solo (1965), e diluído o fervor aglutinador em torno de um cinema de inserção e denúncia social, as formas de se representar a complexidade das diferentes situações da América Latina foram trabalhadas também em variado diapasão.

No Brasil, estamos sob a ditadura militar. Na Argentina, Perón reassume o poder. Em ambos os filmes, o realismo do compromisso político dá lugar a narrativas moldadas pela tradição popular dos contos fantásticos, de cunho sobrenatural, já com longa tradição no cinema hegemônico. Histórias de demônios, lobisomens, bruxas, seres sobrenaturais. Esta fricção entre real e imaginário é convertida em linguagem, uma negação poética da realidade, uma marca da memória histórica de ambos os povos.

A comunicação pretende relacionar política, estética e dramaticamente os dois filmes, analisando a confluência temática dos dois realizadores nos conturbados anos 70. Imagens que sobrevivem e informam sobre a sociedade argentina e a brasileira, sobre suas referencias culturais, sobre um modo particular de ver o mundo, filtrado pelo maravilhoso, pelo mágico, pelo fantástico, elementos responsáveis também, por um boom na literatura latino-americana.

Bibliografia

Bibliografia:

CHIAMPI, Irlemar. O realismo maravilhoso. Forma e ideologia no romance hispano-americano. São Paulo, Perspectiva, 1980

MENTON,Seymour. Historia verdadera del realismo mágico. México: FCE, 1998

SCHETTINI, Adriana. Pasen y vean: La vida de Favio. Buenos Aires: Sudamerica, 1995

SILVA NETO, Antonio Leão. Um lobisomem sai da sombra: Miguel Borges. Coleção Aplauso, São Paulo: Imprensa Oficial, 2008

Favio: sinfonia de um sentimiento. Adrian Cangi...{et.al}. Buenos Aires. Fund. Eduardo F. Constantini, 2007.