Voltar para a lista
 
  Título
O filme Cidade Mulher (1936) e o Samba de Noel Rosa
Autor
AFONSO FELIPE GALDINO LEITE ROMAGNA
Resumo Expandido
O filme Cidade Mulher (1936), hoje desaparecido, foi produzido pela Brasil Vita Filme, dirigido por Humberto Mauro e possui trilha sonora criada em sua grande parte pelo compositor Noel Rosa. São seis as canções que Noel compôs para o filme: Cidade Mulher; Dama de Cabaré; Na Bahia (Noel Rosa e José Maria de Abreu); Numa noite a beira-mar; Morena Sereia (Noel Rosa e José Maria de Abreu) e Tarzan, o filho de alfaiate (Noel Rosa e Vadico). Além destas músicas, ainda constam no filme uma canção sob o título Boi-Bumbá (Valdemar Henrique), e participações musicais de Assis Valente, Muraro, Raul Roulien e Heckel Tavares. Estas canções foram encomendadas por Carmen Santos, produtora e atriz, especialmente para o filme, sendo as mesmas inéditas até o lançamento da película. (ALMIRANTE, 2013, p. 75). 

Através da pesquisa documental realizada em jornais da época observamos que Humberto Mauro, diretor da película, buscou realizar um filme-musical em que as canções dialogassem com a ação fílmica. Mauro era conhecedor da cultura popular, e de vários sambistas e suas músicas (SCHVARZMAN, 2004, p. 89), explorou cenas cômicas, mas também sensuais – como em um número musical intitulado Tarzan, o filho do alfaiate, em que diversos atores aparecem de peito nu -, além de cenas filmadas externamente o que não era usual na época.

Em matérias de jornais, os críticos exaltaram o uso das cenas externas do Rio de Janeiro gravadas por Mauro, o que nos faz presumir que a canção título do filme composta por Noel Rosa, Cidade Mulher – uma típica marcha de carnaval – possa ter sido utilizada pelo diretor como fundo enquanto os espectadores vislumbravam a cidade maravilhosa. A letra desta canção também reflete as transformações estruturais da cidade do Rio de Janeiro que, além de fazerem parte de um projeto de modernização da capital federal, buscavam construir através dela, o imaginário de uma cidade e um país maravilhosos. (SALLES, 2013, p. 10). 

Outro número musical do filme, a canção de Noel Rosa Tarzan, o filho do alfaiate monstra uma fusão muito maior de estilos musicais comuns à década de 1930, além de uma visão crítica da sociedade carioca. Na letra observamos o tom de ironia tanto em relação às influências que os filmes americanos exerciam na sociedade, quanto também da figura do malandro ressaltando a preguiça e a indolência. A cena, filmada em estúdio com cenário da praia de Copacabana, revela corpos sensuais – comuns na direção de Mauro – e o humor característico das canções do Noel. Nesta música, o poeta do samba tratou de produzir uma harmonia mais elaborada nas estrofes, além do ritmo que é mais cadenciado e muito mais próximo do Samba de Estácio.

As canções do filme Cidade Mulher e a riqueza de sua trilha sonora nos ajudam a imaginar de que forma esses sons contribuíram para criar as imagens que não podemos conhecer.
Bibliografia

ALMIRANTE. No tempo de Noel Rosa / Almirante - 3. ed. Rio de Janeiro: Sonora Editora, 2013. 

CINEMATECA BRASILEIRA. Disponível em: Acesso em: 08 Out. 2014.  

MÁXIMO, João, DIDIER, Carlos. Noel Rosa: Uma biografia. Brasília: Editora Universidade de Brasília: Linha Gráfica Editora, 1990. 

SALLES, Michele. A cidade no cinema brasileiro: Rio de Janeiro, ontem e hoje.  Revista Recine. Rio de Janeiro, n. 10, p. 8-17, 2013. 

SCHVARZMAN, Sheila. Humberto Mauro e as imagens do Brasil. São Paulo: Editora Unesp, 2004.