Voltar para a lista
 
  Título
Narrativas que viajam - Elyza Linch: Queen of Paraguay
Autor
Anelise Reich Corseuil
Resumo Expandido
Elyza Lynch: Queen of Paraguay (dirigido por Alan Gilsenan, 2011) se insere na produção contemporânea de filmes e documentários sobre o deslocamento, imigração e narrativas de viagem, além de nos permitir uma revisão da Guerra do Paraguay a partir da perspectiva de Elyza Linch, irlandesa e companheira de Francisco Solano Lopez, através do olhar de Gilsenan, documentarista irlandês. Conjuntamente a obras ficcionais que tem revisitado a Guerra do Paraguay (Cunhataí: Um romance da Guerra do Paraguay - 2003 Maria Filomena Bouissou Lepecki; Netto Perde sua Alma - Tabajara Ruas e Beto Souza 2001; além de Guerra do Brasil: Toda a Verdade sobre a Guerra do Paraguay - Silvio Back, 1987), o filme de Gilsenan evoca um importante aporte teórico sobre o deslocamento e interculturalidade (Clifford, Kaplan e Russell). Neste contexto, o trabalho pretende analisar o filme Elyza Lynch: Queen of Paraguay e as formas como o filme problematiza as interrelações entre o imaginário nacional e transnacional, entre o eu e o outro e a fluidez das marcas narrativas da viagem. Através de um docudrama que focaliza a subjetividade de Eliza Lynch, o filme aborda a relação imaginária, subjetiva e real entre a América Latina e a Irlanda, os intercruzamentos entre o nacional e o transnacional e a fluidez das marcas do gênero narrativo de viagem, o documentário, o ficcional e o drama. Elyza Linch: Queen of Paraguay problematiza a representação de elementos interculturais hemisféricos (norte e sul) a partir da trajetória imigratória de Eliza, da sua subjetividade como narradora, das inter-relações entre o imaginário e o real, a história e a memória, o privado e o político. O ponto de vista subjetivo e reflexivo permite a articulação entre o eu e o outro e as formas de representação de identidades nacionais e de fatos passados históricos a partir de formas narrativas contemporâneas.
Bibliografia

Almeida, Sandra. R. G. . Expanding Boundaries: Traveling Theories in the Americas.



Ilha do Desterro (UFSC), Florianopolis, v. 40, p. 43-59, 2001.



Clifford, James. Routes: Travel and Translation in the Late Twentieth-Century.



Cambridge: Harvard University Press, 1997.



Corseuil, Anelise R. A América Latina no Cinema Contemporâneo: Outros Olhares.



Série Estudos Culturais. Florianópolis: Ed. Insular, 2012.



Kaplan, Caren. Questions of Travel: Postmodern Discourses of Displacement. Durham and London: Duke University Press, 1998.



Moreiras, Alberto The Exhaustion of Differences. Duke Univ. Press, 2001.



Russell, Alison. Crossing boundaries: postmodern travel literature. New York: Palgrave/St. Martin´s Press, 2000.



Shohat, Ella, Robert Stam. “From the Imperial Family to the Transnational Imaginary: Media Spectatorship in the Age of Globalization”. In Rob Wilson and Wimal Dissanayake, eds. Global/Local: Cultural Production and the Transnational Imaginary. Durham and London:DukecUniversity Press.