Voltar para a lista
 
  Título
A Política da Boa Vizinhança e os Filmes Educativos de Julien Bryan (1940-1945)
Autor
Darlene J Sadlier
Resumo Expandido
Meu estudo focaliza a obra de Julien Bryan, cineasta contratado por MoMA em 1940 para avançar a política da boa vizinhança, conforme concebida pelo Office of the Coordinator of Inter-American Affairs (CIAA). Considero os filmes de Bryan no contexto do trabalho do MoMA com o CIAA, para mostrar a importância que foi dada pela agência aos filmes educativos como meio de propaganda. Minha análise examina como os tópicos que Bryan selecionou responderam aos requisitos do CIAA de promover a modernidade da América Latina e as semelhanças entre os povos e as nações de todas as Américas.
Bibliografia

Bender, Pennee. “’Flash From Brazil’—1940’s Newsreels Present Latin America.” In American Visual Cultures. Ed. David Holloway and John Beck. London/New York: Continuum International Publishing Co., 2005. 116-124.



Doob, Leonard W. Public Opinion and Propaganda. New York: Henry Holt and Co., 1948.



Kracauer, Siegfried. Propaganda and the Nazi War Film. Supplement in From Hitler to Caligari: A Psychological History of the German Film. Princeton: Princeton University Press, l974. 271-331.



Moura, Gersão. Tio Sam chega ao Brasil: A penetração cultural americana. São Paulo: Brasiliense, 1984.



Roberts, Beth Alene. “United States Propaganda Warfare in Latin America, 1938-1942.” Diss. University of Southern California, 1942.



Rowland, Donald. History of the Office of the Coordinator of Inter-American Affairs. Washington: United States Government Printing Office, 1947.



Sadlier, Darlene J. Americans All: Good Neighbor Cultural Diplomacy in World War II. Austin: University of Texas Press, 2012.