Voltar para a lista
 
  Título
Diferenças e Similitudes do“Coreocinema” em Maya Deren e Busby Berkley
Autor
Maria de Lurdes Barros da Paixão
Resumo Expandido
O presente trabalho realiza uma reflexão a partir dos estudos comparativos do conceito e das características estéticas do “coreocinema”, atribuídas aos filmes de dança no Cinema Experimental de Maya Deren (1917-1961) e nos Musicais da Broadway de Busby Berkley. Para tanto, utiliza-se do referencial teórico-metodológico de estudos comparativos, visando identificar as diferenças e similitudes encontradas no vídeo de Deren e nos musicais de Berkley.



Maya Deren era de origem Russa e imigrou com seus pais para os EUA, indo residir no famoso bairro da geração beat denominado Greenwich Village na cidade de New York. Ela estabeleceu relações frutíferas com André Breton, Marcel Duchamp, John Cage, dentre outros artistas pertencentes à vanguarda da História da Arte Experimental. Os filmes de Deren apresentam características estéticas hibridas, advindas de sua convivência com artistas de diferentes campos artísticos, o que lhe confere originalidade e pioneirismo no diálogo da dança com o cinema.



De acordo com as ideias de Brennigan (2011) os filmes Meshes of Afternoon (1943) e A Study of Choreography for Camera (1945) apresentam a habilidade de Maya Deren na utilização de técnicas como o slow- motion, freeze-frame e matches-on-action. Neste trabalho, ambos os filmes são fontes de análises e estudos, visando identificar as principais características do “coreocinema” nas obras da artista.



Busby Berkeley (1985-1976) foi responsável por criar diferentes experimentações com a câmera, inovando o conceito clássico de coreografias para o palco, quase sempre vistas do plano frontal. Berkley tinha uma forma peculiar de posicionar a câmera e capturar os movimentos dos dançarinos em diferentes ângulos e perspectivas, criando imagens caleidoscópicas, e uma atmosfera de magia, beleza e encantamento, com ênfase no virtuosismo técnico dos dançarinos e na utilização de recursos tecnológicos sofisticados na composição dos cenários e das coreografias.



Dois musicais de Busby Berkley, Footlight Parade (1933) e "The Gang's All There" (1943) serão, também analisados, visando identificar e descrever as características estéticas do “coreocinema” e dos musicais. Ressaltamos que as características presentes no cinema experimental de Maya Deren e nos musicais da Broadway de Berkley, a princípio, demonstram a existência de pontos convergentes entre ambos, a saber: uso da câmera, modo de edição e captura dos movimentos.



O trabalho de investigação tem, ainda, como objetivo apresentar as contribuições destes artistas na criação e na inovação da cinematografia de dança para o cinema, e para as produções em vídeodança, na cena contemporânea.
Bibliografia

AZEREDO, Genilda. Alguns pressupostos teóricos do fenômeno da Adaptação fílmica:IN GOUVEIA. Arturo; AZERÊDO, Genilda (Orgs.). Estudos Comparados: análises de narrativas literárias e fílmicas. João Pessoa: Editora Universitária/ UFPB, 2012.



BRANNIGAN, Erin. Dancefilm: choreography and the moving image. New York: Oxford University Press, 2011.



BASTOS DOROTEIA, Souza. Mediadance: campo expandido entre a dança e as tecnologias digitais. 2013. 166f. Dissertação (Mestrado em Dança) - Escola de Dança da Universidade Federal da Bahia, Salvador.



BANNES, Salles. Greenwich Village 1963. Tradução de Mauro Gama. Rio de janeiro: Rocco,

1999.