Voltar para a lista
 
  Título
Do Teatro ao Cinema de Poesia – Primeiros Movimentos
Autor
Flávio Costa Pinto de Brito (Flávio Kactuz)
Resumo Expandido
O Cinema de Poesia, conceito que se tornou mais conhecido a partir da conferência de Pier Paolo Pasolini (1922-1975), proferida no Festival de Pesaro em 1965, já havia sido formulado, ao menos em seus princípios basilares, nos filmes e teorias desenvolvidas por Germaine Dulac (1882-1942), Luis Buñuel (1900-1983), Serguei Eisenstein (1898-1948), e Jean Cocteau (1889-1963) e outros expoentes realizadores entre os anos 1920 e 1930. Todavia, se averiguarmos com maior atenção os textos produzidos em décadas anteriores podemos reconhecer seus fundamentos no acirrado debate teatral, especialmente na batalha anti-naturalista, na aurora do século XX, através dos textos de Maurice Maeterlinck (1862-1949), Adolphe Appia ( 1862- 1928), Gordon Craig (1872- 1966), Antonin Artaud (1896-1948), Vsevolod Meyerhold (1874-1940), Viktor Chklóvski (1893-1984) entre outros importantes formalistas russos. Um caloroso debate que, apesar das particularidades adotadas por cada um de seus protagonistas, marcou decisivamente um capítulo da encenação se colocando com fúria e extrema contrariedade à metodologia desenvolvida no teatro, sobretudo, por Constantin Stanislavski (1963-1938) e André Antoine (1958-1943) , e no cinema desde a chegada de David Griffith (1875-1948) à Biograph em 1908. Dentre esses primeiros textos já podemos identificar o olhar diferenciador entre um Teatro de Prosa e outro de Poesia, tal como Pasolini havia feito posteriormente com o Cinema na década de 1960. Esta análise comparativa constitui o propósito deste trabalho, a fim de observar uma certa genealogia deste conceito e o primeiro movimento na construção de uma cena poética envolvendo a boa promiscuidade de um diálogo entre essas duas linguagens artísticas.
Bibliografia

APPIA, A. La musica y la Puesta em escena. La obra de Arte Viva. Madrid: Publicaciones de la ADE, 2014. CHKLÓVSKI, Viktor A Arte como Procedimento. In TODOROV, Tzvetan (Org.) Teoria da literatura. Texto dos formalistas Russos. São Paulo: UNESP, 2013. CRAIG, G.. Del Arte del Teatro & Hacia um Nuevo Teatro. Madrid: Publicaciones de la ADE, 2011. DULAC, G. Écrits sur le cinema: 1919-1937. Paris: Paris Expérimental, 1994. MEYERHOLD, V. Do Teatro. São Paulo: Iluminuras, 2012. SÁNCHEZ, José A.(Org) La Escena Moderna. Manifestos y textos sobre teatro de la época de vanguardias. Madrid: Ediciones Akal, 1999. SITI, W.; LAUDE, S. (Orgs.) Pier Paolo Pasolini: Per il cinema. Milano: Arnoldo Mondadori, 2001. XAVIER, I. (Org.). A experiência do cinema. Rio de Janeiro: Graal, 1983.